Acesso à informação
Menu

Cálculo da Guia da Previdência Social - GPS

 

Escolha um dos serviços abaixos, conforme a data de sua filiação, e faça a emissão da sua guia para pagamento em dia ou o cálculo de contribuição em atraso:

 

Cálculo de contribuições e emissão da GPS para segurados filiados antes de 29/11/1999

Cálculo de contribuições e emissão da GPS para segurados filiados após de 29/11/1999

Guia da Previdência Social (GPS) para Contribuintes Individuais que prestam serviço para uma ou mais empresas

Cálculo de Contribuições de Empresa e Órgão Público - Identificação do Contribuinte

 

Saiba mais sobre:

 

Assuntos Relacionados:

 

A Central de Atendimento 135 não mais realiza atendimento para cálculo de contribuições em atraso, tendo em vista que os bancos somente aceitarão pagamento mediante apresentação de Guia da Previdência Social (GPS) com código de barra.

 

Fique Atento!

a) para o empregado(a) doméstico (a) se aplicam as mesmas regras do Contribuinte Individual. 

b) se o contribuinte Facultativo estiver efetuando seus recolhimentos em dia e deixar de recolher alguma competência que não acarrete em perda da qualidade de segurado, poderá calcular sua contribuição em atraso. Fora essa situação, não é possível efetuar recolhimento em atraso como facultativo(a). 

c) se o Contribuinte Individual deixar de efetuar algum recolhimento, poderá calcular a sua contribuição em atraso, desde que possua o primeiro recolhimento em dia feito nessa categoria ou cadastro da atividade na Previdência Social e que esse período não esteja decadente. 

d) se o Contribuinte Individual não tiver atividade cadastrada na Previdência Social, não tiver o primeiro recolhimento em dia ou quiser efetuar recolhimento de período decadente, poderá solicitar o recolhimento em atraso nas Agências da Previdência Social mediante comprovação do exercício da atividade durante o período em que está em débito.

e) período decadente se refere ao período anterior a cinco anos, contados ao ano anterior ao de vigência. Por exemplo, se o ano corrente é 2013, o período não prescrito é de 2008 a 2012 (cinco anos imediatamente anteriores ao de 2013) e o período prescrito é de 2007 pra trás.